CONHECENDO A HISTÓRIA DO BAIRRO DOM EXPEDITO

CONHECENDO A HISTÓRIA DO BAIRRO DOM EXPEDITO

O Bairro Dom Expedito, situado no município de Sobral, também conhecido como a margem direita do Rio Acaraú, é delimitado ao norte por este rio, ao sul pelo Riacho da Várzea Grande (antigo Oiticica), ao leste pela ponte Othon de Alencar e Avenida Senador Fernandes Távora, e a oeste pela BR 222. Localiza-se ao sul do município e ocupa uma área de 1.006.940 m2, com uma população de aproximadamente 5.424 habitantes.
A história do bairro se entrelaça com a história de Sobral. Sua primeira denominação foi Monte Castelo, surgido na época da Segunda Guerra Mundial, na batalha de Monte Castelo ocorrida na Itália. Posteriormente, foi dado ao local o nome de Dom Expedito em homenagem ao bispo sobralense (Dom Expedito) que fora assassinado em 1957, pelo sacerdote Hosana de Siqueira e Silva na cidade de Garanhuns – Pernambuco.
Dom Expedito nasceu em 08 de julho de 1914, no Sítio Sacos dos Lopes, município de Meruoca. A homenagem se deu pelo prefeito da época, Padre José Palhano de Sabóia, seu amigo de seminário.

Algumas ruas do bairro foram oficializadas pela Câmara Municipal e receberam o nome de célebres pessoas que se sobressaíram na história do bairro e da cidade, tais como: Rua Padre Osvaldo Chaves, Rua João Dias Carvalho, Rua Hélio Arruda Coelho e Rua Antônio Rodrigues Magalhães. As não legalizadas foram denominadas pela própria comunidade como ato de cortesia a pessoas influentes do bairro. 

Nos últimos anos, o bairro Dom Expedito antes pouco valorizado, passou a ser cobiçado por grandes empreendedores, conforme observamos por meio da edificação de clubes, instituições de ensino, concessionárias, posto de gasolina, entre outros, de boa localização e fácil acesso. Acreditamos que tais melhorias se deram a partir da construção da ponte Othon de Alencar, que ligou o bairro ao centro da cidade.
O bairro Dom Expedito é um importante espaço cultural para a cidade de Sobral. As principais expressões culturais são as duas quadrilhas (Estrela do luar e Quadrilha dos Veteranos), o “ Bumba meu boi ” e a Escola de Samba Acadêmicos do Dom Expedito.
Os recursos necessários para a realização destas atividades são provenientes de alguns patrocínios conseguidos em lojas, emissoras de rádio, Prefeitura e dos próprios moradores que organizam bingos, sorteios, leilões e festejos para arrecadar verba. Nos dias dos eventos, algumas pessoas da comunidade montam barracas para a venda de alimentos e bebidas que também ajudam na compra e confecção de roupas e materiais.
Os ensaios acontecem diariamente, nas ruas, clubes ou associação comunitária do bairro, meses antes de suas apresentações. Estão envolvidos crianças, pais, idosos, lideranças comunitárias.
A igreja São Pedro também desenvolve diversas atividades, como o terço dos homens, a legião de Maria, apostulado da oração, os missionários e catequese em geral (que são os grupos de crisma e de catecismo).
No mês de julho ocorrem as festas de São Pedro que são organizadas pelo Conselho da Igreja, grupos do bairro e alguns convidados. Além dos dias de novena, ocorre a procissão juntamente com a primeira comunhão dos grupos. São montadas barracas, feitos leilões e sorteios para arrecadação de dinheiro.
Observamos no processo de territorialização que embora atualmente o bairro Dom Expedito apresente uma extensa área territorial dotada de escolas, creches, igrejas, associação comunitária e clubes, podemos encontrar também áreas e situações de risco social, tais como: “bocas de fumo”, prostíbulos, terrenos baldios, quadras e praças abandonadas, ociosidade, desemprego e violência (referida pela comunidade).

2 comentários:

  1. Parabéns, pela divulgação desse bairro maravilhoso onde na minha infância passei muitos momentos felizes tomando banho no belo rio Acaraú correndo entres estas ruas e sítios onde também estudei por alguns anos no colégio SINHÁ SABOIA,e que ainda hoje tenho grandes e bons amigos e familiares por lá e que não podemos fugir de nossas raízes. PARABÉNS.

    ResponderExcluir